Luto na linguagem infantil

(Crédito arte: Scott Liddell /SXC)

Com objetivo de explicar o luto da maneira menos traumática possível, o publicitário Irineu Villanoeva Junior criou o curta “O dia em que o passarinho não cantou”, que será lançado no 2º Congresso Luso-Brasileiro sobre o Luto, na PUC SP, entre os dias 22 a 24 de julho.

Após perder em 2015 seu pai e sobrinho, Villanoeva criou o movimento “Sem Pressa para Viver” (#sempressapraviver), que tem como propósito abrir o diálogo sobre perdas, morte e luto.

Em parceria com as psicólogas Valeria Tinoco e Luciana Mazorra, autoras do livro infantil “O dia em que passarinho não cantou”, o publicitário transformou a obra em um curta em animação para auxiliar pais, educadores e psicoterapeutas a abrirem o diálogo com crianças sobre o tema.

“Não se deve esconder nem limitar informações sobre a morte para a criança e não se deve ser explicada por meio de metáforas, como a famosa “virou estrelinha”. Ela deve ser preparada para este aspecto da vida, para que possa adquirir as competências necessárias à superação dos sentimentos de perda e luto futuros”, diz Villanoeva.

Acesse o teaser do curta “O dia em que o passarinho não cantou”:sempressapraviver.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *